SIMULADO COM 24 QUESTÕES MISTAS

TEMPO ESPERADO PARA A RESOLUÇÃO DE TODAS AS QUESTÕES: 50 MINUTOS

 

NOTA MÉDIA: 15 PONTOS

NOTA BOA: 16 A 20 PONTOS

NOTA ÓTIMA: 21 E 22 PONTOS

NOTA FODA PRA CARALHO: 23 E 24 PONTOS (VACILÃO- VOCÊ ERROU 1 QUESTÃO DE BOBEIRA)

 

01) Observe o atendimento às normas de regência no seguinte trecho do Texto 1:

“Celebramos momentos significativos e queremos compartilhar com aqueles com quem nos importamos.”

Desejando-se alterar o segmento destacado, as normas de regência estariam igualmente atendidas em:

A) Celebramos momentos significativos e queremos compartilhar com aqueles com quem mais dependemos.

B) Celebramos momentos significativos e queremos compartilhar com aqueles de quem simpatizamos bastante. 

C) Celebramos momentos significativos e queremos compartilhar com aqueles para quem confiamos sempre.

D) Celebramos momentos significativos e queremos compartilhar com aqueles a quem gostamos muito.

E) Celebramos momentos significativos e queremos compartilhar com aqueles a quem queremos bem.

Texto 01

Devemos viver a vida ou capturá-la?

     Um artigo recente no New York Times explora a onda explosiva de gravações de eventos feitas em smartphones, dos mais significativos aos mais triviais. Todos são, ou querem ser, a estrela de sua própria vida e a moda é capturar qualquer momento considerado significativo. Microestrelas do YouTube têm vídeos de selfies que se tornam virais em questão de horas. [...]

     Há um aspecto disso tudo que faz sentido: todos somos importantes, nossas vidas são importantes, e queremos que elas sejam vistas, compartilhadas, apreciadas. Mas há outro aspecto, geralmente desconsiderado, que é o aproveitamento real do que acontece naquele momento. Estarão as pessoas esquecendo de estar presentes no momento, saindo do seu foco, ao ver a vida através de uma tela? Você deveria estar vivendo a sua vida ou vivendo-a para que os outros a vejam?

     Deve-se dizer, entretanto, que isso tudo começou antes da revolução dos celulares. Algo ocorreu entre o diário privado que mantínhamos chaveado em uma gaveta e a câmera de vídeo portátil. Por exemplo, em junho de 2001, levei um grupo de alunos da Universidade de Dartmouth em uma viagem para ver o eclipse total do Sol na África. A bordo havia um grupo de “tietes de eclipse", pessoas que viajam o mundo atrás de eclipses. Quando você vir um, vai entender o porquê. Um eclipse solar total é uma experiência altamente emocionante que desperta uma conexão primitiva com a natureza, nos unindo a algo maior e realmente incrível a respeito do mundo. É algo que necessita de foco e de um comprometimento total de todos os sentidos. Ainda assim, ao se aproximar o momento de totalidade, o convés do navio era um mar de câmeras e tripés, enquanto dezenas de pessoas se preparavam para fotografar e filmar o evento de quatro minutos.

     Em vez de se envolverem totalmente com esse espetacular fenômeno da natureza, as pessoas preferiram olhar para isso através de suas câmeras. Eu fiquei chocado. Havia fotógrafos profissionais a bordo e eles iam vender/dar as fotos que tirassem. Mas as pessoas queriam as suas fotos e vídeos de qualquer forma, mesmo se não fossem tão bons. Eu fui a outros dois eclipses e é sempre a mesma coisa. Sem um envolvimento pessoal total. O dispositivo é o olho através do qual eles escolheram ver a realidade.

     O que os celulares e as redes sociais fizeram foi tornar o arquivamento e o compartilhamento de imagens incrivelmente fáceis e eficientes. O alcance é muito mais amplo e a gratificação (quantos “curtir" a foto ou o vídeo recebe) é quantitativa. As vidas se tornaram um evento social compartilhado.

     Agora, há um aspecto que é bom, é claro. Celebramos momentos significativos e queremos compartilhar com aqueles com quem nos importamos. O problema começa quando paramos de participar completamente do momento, porque temos essa necessidade de registrá-lo. O apresentador Conan O'Brien, por exemplo, reclamou que ele não pode mais nem ver o rosto das pessoas quando se apresenta. “Tudo que vejo é um mar de iPads”, ele disse. Algumas celebridades estão proibindo celulares pessoais durante os seus casamentos. [...]

     Entendo o que elas sentem. É como palestrar usando o PowerPoint, como posso afirmar por experiência própria. Assim que uma tela iluminada aparece, os olhares se voltam a ela e o palestrante se torna uma voz vazia. Nenhum envolvimento direto é então possível. É por isso que eu tendo a usar essas tecnologias minimamente, apenas para mostrar imagens e gráficos ou citações significativas.

Marcelo Gleiser. Disponível em: http://www.fronteiras.com/artigos/marcelo-gleiser-deveriamos-viver-a-vida-ou-captura-la. Acesso em: 20/03/2016. Adaptado.

02) O autor do Texto 1 inicia o 6º parágrafo com o conectivo “agora”. Esse conectivo sinaliza para o leitor que o autor pretende:

A) enquadrar as ideias temporalmente. 

B) operar uma reiteração das ideias. 

C) alterar a linha argumentativa do texto. 

D) fazer uma comparação entre ideias. 

E) encaminhar o texto para a sua conclusão. 

 

03) No que se refere ao emprego dos sinais de pontuação no Texto 1, analise as afirmativas abaixo.

I. No trecho: “Há um aspecto disso tudo que faz sentido: todos somos importantes, nossas vidas são importantes, e queremos que elas sejam vistas, compartilhadas, apreciadas.” (2º parágrafo), os dois-pontos foram empregados para introduzir uma citação literal.

II. No trecho: “Estarão as pessoas esquecendo de estar presentes no momento, saindo do seu foco, ao ver a vida através de uma tela?” (2º parágrafo), o ponto de interrogação revela que o autor dirige-se diretamente ao leitor, dialogando com ele.

III. No trecho: “O apresentador Conan O'Brien, por exemplo, reclamou que ele não pode mais nem ver o rosto das pessoas quando se apresenta. “Tudo que vejo é um mar de iPads”, ele disse. Algumas celebridades estão proibindo celulares pessoais durante os seus casamentos.” (6º parágrafo), as aspas foram empregadas no segmento destacado para delimitar um trecho em discurso direto.

IV. No trecho: “Assim que uma tela iluminada aparece, os olhares se voltam a ela e o palestrante se torna uma voz vazia.” (7º parágrafo), a vírgula foi empregada para isolar itens em uma enumeração.

Está(ão) CORRETA(S):

A) I, apenas.

B) II e III, apenas.

C) I, II e III, apenas. 

D) IV, apenas.

E) I, II, III e IV.

 

04) Em alguns segmentos do Texto 1, pretendendo enfatizar alguma ideia, o autor emprega palavras que provocam aumento na intensidade e até certo exagero no que ele deseja expressar. Assinale a alternativa em que ambos os segmentos apresentados são exemplos dessa ênfase.

A) “momentos significativos” (6º parágrafo) / “mar de iPads” (6º parágrafo).

B) “revolução dos celulares” (3º parágrafo) / “o momento de totalidade” (3º parágrafo).

C) “tietes de eclipse” (3º parágrafo) / “conexão primitiva com a natureza” (3º parágrafo).

D) “espetacular fenômeno da natureza” (4º parágrafo) / “evento social compartilhado” (5º parágrafo).

E) “onda explosiva de gravações” (1º parágrafo) / “um mar de câmeras e tripés” (3º parágrafo).

 

05) Considerando as normas ortográficas vigentes, assinale a alternativa na qual TODAS as palavras estão CORRETAMENTE grafadas.

A) O juiz não hesitou em estender o prazo para que a proibição de uso de celulares em grandes shows continuasse valendo. 

B) Em festas de celebridades, elas poderiam ser idenizadas se algum convidado ouzasse tirar fotos sem sua permissão.

C) A espectativa de que as selfies fossem terminantemente proibidas não teve êxito; foi totalmente frustada.

D) Há exceções, mas, no geral, os vídeos que mais fazem sucesso na internet são de muito mau gosto, com chingamentos e baixarias.

E) Nas redes sociais, há uma micelânia de informações; registram-se até estrupos e outras formas de violência. 

 

06) Observe o emprego de um verbo irregular no seguinte trecho: “Quando você vir um, vai entender o porquê.” Assinale a alternativa na qual um verbo irregular foi CORRETAMENTE empregado.

A) Meu amigo solicitou: “Se você vim para a cerimônia, por favor, não traga o celular”.

B) Todos os artistas se oporam quando quisemos gravar o show com os smartphones. 

C) É proibido entrar com celular em alguns eventos, mesmo se as pessoas fazerem confusão. fizerem

D) Apesar de muitos roubos de celulares durante o show, a polícia não interveio.

E) Os convidados se entreteram mais com os celulares do que com a festa de casamento.

 

07) Em nossa língua, como em outras, há convenções no que se refere ao emprego de algumas palavras e expressões. Considerando essas convenções, analise as proposições abaixo.

I. Mal começa o show, e as pessoas já estão disparando as suas câmeras.

II. Está com o smartphone sempre pronto a capturar os acontecimentos é a moda atual.

III. Ela me disse que fica meio chateada quando uma pessoa fala no celular ao seu lado.

IV. Gostar de interagir não é novidade. Mais a preferência pela interação via smartphones é.

V. Não entendo por que o compartilhamento nas redes sociais ganhou tamanha relevância.

 

Estão CORRETAS, apenas:

A) I, II, III e IV.

B) I e IV.

C) II, III e IV.

D) II e V.

E) I, III e V.

08) Assinale a alternativa em que a concordância está de acordo com as exigências da norma-padrão da língua:

A) Parece que foi ontem, mas já fazem quase trinta anos que os celulares chegaram ao Brasil.

B) Hoje, já se tornou parte de nossa vida as gravações de eventos por meio de smartphones. 

C) Se as selfies fossem proibidas, haveria tantas reclamações que elas logo estariam de volta.

D) Pode até existir pessoas que não se deixam fascinar pela tecnologia, mas não os jovens. 

E) Fotografar eventos e fatos triviais que nos acontecem são cada vez mais comuns. 

09) Leia com atenção as três estrofes da Canção da Polícia Militar de Santa Catarina:

Letra e música: Ten Cel Roberto Kel.

“Na grandeza do nosso passado

Na bravura que o tempo guardou

Nossa Farda é um atestado

Que o heroísmo já glorificou

A defesa da Lei e dos lares

Essa Farda nos faz garantir

Os deveres são nossos altares

Destinados ao crime banir

 

Estribilho

Salve PM Catarinense

O teu nome havemos de honrar

Na batalha que o bem sempre vence

Para a Lei na vanguarda ficar

Na batalha que o bem sempre vence

Para a Lei na vanguarda ficar

 

Quer na paz patrulhando a cidade

Quer na guerra ou em pleno sertão

Onde faça mister a verdade

Onde faça mister a razão

Ao tombarem a serviço da Lei

Nossos bravos heróis destemidos

Esquecidos soldados da grei

Jamais sejam por nós esquecidos”

09) É comum, em textos em verso, a presença de figuras de linguagem. Há, nos versos, antítese em:

A) “Quer na paz patrulhando a cidade/Quer na guerra ou em pleno sertão”

B) “Onde faça mister a verdade/Onde faça mister a razão"

C) “Ao tombarem a serviço da Lei/Nossos bravos heróis destemidos”

D) “Esquecidos soldados da grei/Jamais sejam por nós esquecidos”

 

10) Ainda sobre o uso de figuras de linguagem, há uma comparação metafórica em:

A) “Na grandeza do nosso passado”

B) “Nossa Farda é um atestado”

C) “Na bravura que o tempo guardou”

D) “Que o heroísmo já glorificou”

 

“Não há um limite que estabelece até quando o apego a bichos de estimação é normal ou não. Ter um animal de estimação, na maioria dos casos, é benéfico para a saúde física e mental por ser uma forma de ter companhia e um meio de expressar emoções. Quem tem um bichinho sabe muito bem disso”. (Bichos de estimação Superinteressante, 2007).

11) De acordo com o texto, de forma geral, as pessoas que possuem bichos de estimação afastam que espécie de sentimento:

A) Solidão;

B) Felicidade;

C) Afeto;

D) Carinho.

 

“O Regulamento da Força Policial, aprovado em 1836, só veio RATIFICAR a missão acima citada, outorgando-LHE a missão ampla e complexa de atender desde incêndios até a prisão de infratores das posturas municipais. Essa foi, durante muitos anos, a principal missão da Força Policial. PORÉM, durante o período Imperial, o Brasil se viu envolvido em inúmeras contendas internas e externas, tais como a Guerra dos Farrapos e a Guerra do Paraguai, para citar apenas as que atingiram mais diretamente o Estado de Santa Catarina.”

Disponível em: http://www.pm.sc.gov.br/institucional/historia/. Acesso em 12/11/2016.

 

12) A palavra ”ratificar”, destacada acima, pode ser substituída, sem alterar o significado por:

A) discutir;

B) questionar;

C) comprovar;

D) organizar.

 

13) A conjunção “porém”, destacada acima, não alteraria o significado do texto se fosse substituída por:

A) logo;

B) pois;

C) assim;

D) no entanto.

 

14) No texto, o pronome “lhe”, destacado acima, é um anafórico, refere-se à(ao):

A) Regulamento;

B) Força Policial;

C) missão;

D) prisão.

 

15) As palavras ratificar e retificar apresentam os seguintes significados, respectivamente:

A) Corrigir e consertar

B) Confirmar e reafirmar

C) Confirmar e alinhar

D) Reafirmar e aprovar

 

16) “Para aumentar sua renda, Pedro passou __entregar jornais __ domicílio __ quartas-feiras”.

A) a - a - as;

B) a - à - às;

C) à - a - as;

D) a - a - às;

 

“O policial militar Vinícius Alexandre Gonçalves, de 31 anos, foi enterrado com honras militares na tarde desta sexta-feira (16) em Florianópolis. O enterro ocorreu às 17h30 no cemitério do bairro Itacorubi, onde também foi velado.

O soldado morreu por volta da 0h de sexta, após levar um tiro na comunidade Morro do Horácio, em Florianópolis. (...) O comandante-geral da Polícia Militar em Santa Catarina, Coronel Paulo Henrique Hemm, lamentou nas redes sociais a morte do agente.”

Disponível em: http://g1.globo.com/sc/santa-catarina/noticia/2016/09/pm-morto-no-morro-do-horacio-e-enterrado-em-florianopolis.html. Acesso em 12/11/2016.

 

17) Sobre o trecho da notícia acima, em relação aos termos da oração é correto afirmar que: 

A) Coronel Paulo Henrique Hemm, destacado no texto, é um aposto.

B) “Velado” é um complemento do verbo “ir”, transitivo direto.

C) “na tarde desta sexta-feira” é um adjunto adnominal, pois modifica o substantivo “militares”.

D) “nas redes sociais” é objeto direto do verbo “lamentar”.

 

18) Sobre pontuação, não está de acordo com a norma padrão separar os termos essenciais e integrantes da oração.

Reescritos os períodos do texto acima, está correta apenas a alternativa:

A)  “O policial, militar Vinícius Alexandre Gonçalves, de 31 anos, foi enterrado com honras militares na tarde desta sexta-feira (16) em Florianópolis.”

B) “O enterro ocorreu às 17h30 no cemitério, do bairro Itacorubi, onde, também, foi velado.

C) “O soldado, morreu por volta da 0h de sexta, após levar um tiro na comunidade Morro do Horácio, em Florianópolis”.

D) “O comandante-geral da Polícia Militar em Santa Catarina, coronel Paulo Henrique Hemm, lamentou, nas redes sociais, a morte do agente”.

 

19) Qual das alternativas abaixo possui sujeito indeterminado?

A) A nossa casa parecia um zoológico.

B) Não iria além de um vice-campeonato. 

C) As águas corriam furiosas.

D) Prenderam um boi na fazenda. 

20) Regência Verbal é a relação estabelecida entre os verbos e os complementos. Na imagem acima, de acordo com a norma padrão está incorreto o período:

A) João não acredita em tudo que lê no jornal.

B) João é esperto.

C) João é esperto. Seja como João.

D) João sabe que mídia monopolizada só visa o lucro.

 

21) Escolha a alternativa que completa adequadamente os espaços abaixo:

Você não vai conosco? ______?

______ ele não veio?

Não descubro o ______ da atitude de minha mãe.

Explique ______.

Não entendo ______ motivo eles não estão aqui ainda.

Não saia, ______ preciso falar-lhe. 

A) por quê, Por que, porquê por quê, por que, porque;

B) por que, Por quê, porque por quê, por quê, porquê

C) por quê, Por quê, porque, porquê, por quê, por quê;

D) por que, Porquê, por que, porque, por que, por quê;

 

22) Leia as sentenças abaixo, observando sua concordância nominal:

1. Não compres filme somente pelo título: ainda que pareçam excelentes, são muitas vezes péssimos.

2. Mas não nos contou em que mês começou nem quantos  esteve com ele.

3. Nem um nem outro poema merece ser lido.

4. Um ou outro combatente, indisciplinadamente, revidava, disparando à toa, a arma para os ares.

 

Assinale a alternativa correta:

A) A concordância nominal está incorreta apenas nas sentenças 1 e 4.

B) A concordância nominal está correta apenas nas sentenças 1 e 2

C) Todas as sentenças apresentam concordância nominal incorreta.

D) A concordância nominal está correta em todas as sentenças.

 

23) As sentenças abaixo apresentam substantivos desacompanhados de determinantes (artigos, pronomes e numerais adjetivos). Levando em consideração tal condição, assinale a alternativa que apresenta concordância nominal incorreta:

A) Não é permitido entrada. A placa é muito clara!

B) No inverno, sopa é bom. Além disso, segundo os antigos, é um ótimo remédio para resfriados

C) Liberdade é necessária. É o caminho para o desenvolvimento de um país.

D) A paciência é necessária nessa situação. Sem ela, não é possível chegar a lugar algum.

 

24) Assinale a alternativa correta quanto à concordância verbal:

A) Vários de nós propusemos ideias inovadoras.

B) És tu que me faz cantar tão alegremente

C) Os Estados Unidos ainda determina o fluxo da produção cinematográfica no mundo. 

D) Mais de um deputado se ofendeu na tumultuada sessão de ontem.