As relações interpessoais no trabalho contribuem ativamente para que as equipes gerem mais harmonia e sinergia. Entre os colaboradores, facilita o processo de desenvolvimento em grupo, aumentando a produtividade e reduzindo os conflitos internos. O líder é o responsável por desenvolver um espaço no qual as discussões e trocas possam ser ouvidas e absorvidas de maneira positiva. E, por isso, tem um papel fundamental no que tange ao estímulo para o bom relacionamento interpessoal no trabalho. Criar um ambiente agradável, em que a cordialidade e o respeito sejam incentivados deve ser o objetivo, para que os colaboradores estejam alinhados com a missão e valores da empresa na qual trabalham. Quando os colegas se respeitam e são cordiais uns com os outros, é muito provável que se tenha alcançado uma equipe profissional com boas relações interpessoais.

 

Adaptado de: https://www.febracis.com.br/blog/relacoes-interpessoais-no-trabalho/ Acesso 02 nov. 2018.

01. “Entre os colaboradores, facilita o processo de desenvolvimento em grupo, aumentando a produtividade e reduzindo os conflitos internos.”

Nesse segmento do texto, é CORRETO afirmar que as formas de gerúndio sublinhadas possuem o valor de, respectivamente:

a) Causa e concessão.

b) Condição e causa.

c) Causa e consequência.

d) Concessão e concessão.

 

02. Assinale a alternativa em que o termo grifado exerce a função de conjunção integrante CORRETAMENTE:

a) “As relações interpessoais no trabalho contribuem ativamente para que as equipes gerem mais harmonia e sinergia.”

b) “Ele é o responsável por desenvolver um espaço no qual as discussões e trocas possam ser ouvidas e absorvidas de maneira positiva.”

c) “Criar um ambiente agradável, em que a cordialidade e o respeito sejam incentivados...”

d) “...para que os colaboradores estejam alinhados com a missão e valores da empresa na qual trabalham.”

03. Leia o trecho a seguir:

Liberdade é um estado que confere plenos poderes ______ toda pessoa e pode ser usada de várias formas. Partindo do princípio que todos os homens nascem livres e iguais perante a lei, com direitos e obrigações, _______ cada um é dado o direito ______ liberdade com consciência, e de acordo com princípios éticos e legais cristalizados dentro da sociedade, _______ fim de se preservar o bem-comum.

(Adaptado de Direito e Liberdade – Disponível em: Jus.com.br)

Assinale a alternativa que completa CORRETAMENTE as lacunas:

a) à à à a.

b) a a à a.

c) à a à à

d) a à à a.

04. Assinale a alternativa que apresenta CORRETA concordância verbal e nominal, segundo a norma padrão da Língua Portuguesa:

a) Todo cidadão têm direitos garantidos, sem discriminação de raça, cor, sexo, língua, opinião política e religião.

b) Todos cidadães tem direito garantido, sem discriminação de raça, cor, sexo, língua, opinião política e religião.

c) Todos os cidadãos têm direitos garantidos, sem discriminação de raça, cor, sexo, língua, opinião política e religião.

d) Todos os cidadões têm direitos garantidos, sem discriminação de raça, cor, sexo, língua, opinião política e religião.

05. “...e que as liberdades e os direitos especificados na declaração devem ser garantidos a todos.”

A substituição da expressão em destaque pelo pronome pessoal está CORRETA, de acordo com a norma culta da Língua Portuguesa, em:

a) “...e que as liberdades e os direitos especificados na declaração devem sê-los garantidos.”

b) “...e que as liberdades e os direitos especificados na declaração devem ser garantidos lhes.”

c) “...e que as liberdades e os direitos especificados na declaração os devem ser garantidos. ”

d) “...e que as liberdades e os direitos especificados na declaração devem-lhes ser garantidos.”

“Não haverá paz neste planeta enquanto, algures no mundo, os direitos humanos forem violados.”           

Neste Dia Internacional da Paz, as palavras de René Cassin, um dos artesãos da Declaração Universal dos Direitos Humanos, em 1948, relembram-nos que a paz continua a ser um ideal inalcançável enquanto os direitos humanos fundamentais não forem respeitados. São, pois, a condição primordial de uma sociedade pacífica em que a dignidade de todos os indivíduos é respeitada e onde todos podem usufruir de direitos iguais e inalienáveis.

Estas palavras também nos relembram do nosso dever de solidariedade para com os nossos semelhantes; a paz é imperfeita e frágil se não beneficiar a todos e a todas. Os direitos humanos ou são universais ou não são. Esta ligação intrínseca entre paz e respeito pelos direitos fundamentais constitui o tema desta nova edição do Dia Internacional da Paz, no momento em que se celebra o 70º aniversário da Declaração Universal dos Direitos Humanos.

Os ideais de paz e de direitos universais são, todos os dias, contestados e violados. Existem vários obstáculos para a sua realização. A nossa capacidade em edificarmos um mundo feito de harmonia, de compreensão e de coexistência pacífica é posta à prova pelos mais diversos desafios: desigualdades sociais e econômicas que causam sofrimento e pobreza; alterações climáticas que geram novos conflitos; explosão demográfica que cria novas tensões… Por outro lado, propagam-se também novas formas de populismo e de extremismo em todo o mundo.

Para vencermos estes desafios, temos de agir de forma coletiva e construir, passo a passo, o edifício da paz. Este é o objetivo do Programa da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável, que apela a uma ação concentrada para alcançarmos os 17 objetivos de desenvolvimento sustentável do milênio, que contribuem para um mundo mais justo e mais pacífico – luta contra a pobreza, contra a fome, contra as desigualdades de gênero, promoção da educação, defesa da justiça, compromisso em favor de um ambiente saudável…

Todos os dias, a UNESCO, através dos seus programas e das suas ações em campo, reafirma o seu compromisso original, consagrado no seu Ato Constitutivo: erguer os baluartes da paz no espírito das mulheres e dos homens. Líder da Década Internacional para a Aproximação das Culturas (2013-2022), a UNESCO investe-se totalmente no desenvolvimento de uma cultura de prevenção a nível mundial através da educação, da cooperação internacional e do diálogo intercultural.

O caminho para a paz é longo, mas cabe a todos e a cada um de nós influenciar o seu rumo ao comprometermo-nos, diariamente, em prol de uma sociedade mais inclusiva, mais tolerante e mais justa.

(Mensagem de Audrey Azoulay, diretora-geral da UNESCO, por ocasião do Dia Internacional da Paz, 21 de setembro de 2018).

UNESCO. Mensagem da UNESCO para o Dia Internacional da Paz. 19.09.2018 -UNESCO Office in Brasilia. Disponível em:< http://www.unesco. org/new/pt/ brasilia/about-this-office/single-view/news/unesco_message_ for_the_ international_day_of_peace/> Acesso: 02 nov. 2018

06. Analise as assertivas a seguir:

I- Tendo a Declaração Universal dos Direitos Humanos como guia, os indivíduos devem se unir em ações para assegurar que os 17 objetivos de desenvolvimento sustentável do milênio, que contribuem para um mundo mais justo e mais pacífico, sejam alcançados.

Porque

II- A condição para uma sociedade mais pacífica está atrelada, primordialmente, ao respeito, à dignidade de todos e à igualdade de direitos.

A respeito dessas asserções, é CORRETO concluir que:

a) A primeira é verdadeira, e a segunda é falsa.

b) A primeira é falsa, e a segunda é verdadeira.

c) As duas são verdadeiras, e a segunda justifica a primeira.

d) As duas são verdadeiras, e a segunda não justifica a primeira.

07. A expressão sublinhada em “Não haverá paz neste planeta enquanto, algures no mundo, os direitos humanos forem violados.”, PODE ser substituída, sem que ocorra alteração do sentido expresso no texto, em:

a) Não haverá paz neste planeta enquanto, ainda que no mundo, os direitos humanos forem violados.

b) Não haverá paz neste planeta enquanto, em algum lugar no mundo, os direitos humanos forem violados.

c) Não haverá paz neste planeta enquanto, de algum modo no mundo, os direitos humanos forem violados.

d) Não haverá paz neste planeta enquanto, a qualquer momento no mundo, os direitos humanos forem violados.

08. Com a expressão: “Por outro lado, propagam-se também novas formas de populismo e de extremismo em todo o mundo.”, é CORRETO afirmar que Audrey Azoulay:

a) Critica e tenta mobilizar a sociedade para o fenômeno perverso do populismo e do extremismo.

b) Alerta para a proliferação do populismo e do extremismo, que se constituem como desafios aos ideais de paz e direitos universais.

c) Ressalta o papel importante da proliferação do populismo e do extremismo para o desenvolvimento sustentável do milênio.

d) Argumenta porque ocorrem as desigualdades sociais e econômicas que causam sofrimento e pobreza; alterações climáticas que geram novos conflitos; explosão demográfica que cria novas tensões.