01. É correto afirmar que, quanto à colocação pronominal da frase “Te dana!” (linha 12):

a) trata-se de um caso de ênclise e está de acordo com a variedade padrão.

b) trata-se de um caso de próclise e está de acordo com a variedade padrão.

c) é uma construção típica da linguagem coloquial, garantindo informalidade ao texto.

d) é uma construção típica da linguagem culta, garantindo formalidade ao texto.

 

02. Na frase: “Mas não faço.” (linha 40), a conjunção destacada em relação à seção anterior

a) amplia a informação.

b) mostra oposição.

c) reafirma o que já foi dito.

d) indica ordenação de ideias no texto.

 

03. Assinale a opção em que a figura de linguagem está corretamente identificada.

a) “... cuidar do mundo e vigiar o mundo, e gritar os seus brados... que ninguém escuta e chorar... as desgraças previsíveis e carpir junto com os demais...”. (linhas 54-58) — Polissíndeto.

b)  “O inquieto coração que ama e se assusta e se acha responsável pelo céu e pela terra, o insolente coração não deixa.” (linhas 41-43) — Ironia.

c)  “...não que o mundo lhe agradeça nem saiba sequer que esse estúpido coração existe.” (linhas 58-60) — Perífrase.

d)  “...o misterioso sentimento de fraternidade que não acha nenhuma China demasiado longe...” (linhas 62-64) — Catacrese.

 

04. Assinale a opção em que o valor semântico das conjunções destacadas está corretamente identificado.

a) “...olhar para ele bem de frente e lhe dizer na cara...” (linhas 11-12) — Oposição.

b) “Danem-se que eu não ligo...” (linhas 17-18) — Explicação.

c) “...pode tudo, que eu não ligo!” (linha 29) — Consequência.

d) “De que serve, pois, aspirar à liberdade?” (linhas 43-44) — Causa.

05. Corresponde à correta classificação sintática dos termos da frase “O miserável coração nasceu cativo e só no cativeiro pode viver.” (linhas 44-45) a seguinte opção:

a) “o miserável coração” — sujeito na primeira oração.

b) “no cativeiro” — objeto indireto na segunda oração.

c) “cativo” — objeto direto.

d) “nasceu” — núcleo do predicado nominal.

06. A opção que apresenta a mesma regência do verbo destacado em “De que serve, pois, aspirar à liberdade?” (linhas 43-44) é

a) No alto da serra, aspira-se um ar mais puro.

b) Ao aspirar as flores do campo, a autora se sente mais próxima da liberdade.

c) Sentiu náuseas quando aspirou o ar fétido.

d) Desde jovem, a autora aspirava a um mundo mais verdadeiro.

Letra D

(cuidado com a preposição)

Está no sentido de “desejar”

08. Em “não acha nenhuma China demasiado longe, nenhum negro demasiado negro, nenhum ente demasiado estranho...” (linhas 63-65), as palavras destacadas classificam-se morfologicamente como

a) pronome.

b) numeral.

c) advérbio.

d) substantivo.

09. Na frase “Te dana, meu bem!” (linhas 23-24), a vírgula foi usada para

a) separar o sujeito do predicado.

b) isolar o vocativo.

c) isolar elementos em uma enumeração.

d) separar termos deslocados na oração.

10. Assinale a opção que completa corretamente as lacunas do texto a seguir, com os verbos entre parênteses no modo imperativo.

Carta de Ano Novo

Emmanuel e Francisco Cândido Xavier

Ano Novo é também renovação de nossa oportunidade de aprender, trabalhar e servir. […] Novo Ano! Novo Dia! _____________ 1 (Sorrir) para os que te feriram e busca harmonia com aqueles que não te entenderam até agora. _____________ 2 (Recordar) que há mais ignorância que maldade, em torno de teu destino. Não maldigas, nem _____________3 (condenar). Auxilia a acender alguma luz para quem passa ao teu lado, na inquietude da escuridão. Não te _____________4 (desanimar), nem te _____________ 5 (desconsolar). Cultiva o bom ânimo com os que te visitam, dominados pelo frio do desencanto ou da indiferença. Não te _____________6 (esquecer) de que Jesus jamais se desespera conosco e, como que oculto ao nosso lado, paciente e bondoso, repete-nos de hora a hora:

— Ama e auxilia sempre. Ajuda aos outros, amparando a ti mesmo, porque se o dia volta amanhã, eu estou contigo, esperando pela doce alegria da porta aberta de teu coração.

Fonte: http://rapidshare.com/files/CAMINHO_E_VIDA.rar. Acesso em 12/11/2016

a) Sorria1 – Recorde2 – condena3 – desanima4 – desconsola5 – esquece6

b) Sorris1 – Recordas2 – condenes3 – desanimes4 – desconsoles5 – esqueças6

c) Sorri1 – Recorda2 – condenes3 – desanimes4 – desconsoles5 – esqueças6

d) Sorria1 – Recorde2 – condene3 – desanime4 – desconsole5 – esqueça6

11. Considerando as regras de acentuação, assinale a opção em que há uma palavra intrusa.

a) último — público — estúpido

b) respeitável — responsável — miserável 

c) saúde — suicídio — país 

d) antecedência — própria — remédio