Texto 1 – Além do celular e da carteira, cuidado com as figurinhas da Copa

 

Gilberto Porcidônio – O Globo, 12/04/2018

 

A febre do troca-troca de figurinhas pode estar atingindo uma temperatura muito alta. Preocupados que os mais afoitos pelos cromos possam até roubá-los, muitos jornaleiros estão levando seus estoques para casa quando termina o expediente. Pode parecer piada, mas há até boatos sobre quadrilhas de roubo de figurinha espalhados por mensagens de celular.

 

01. Sobre a estrutura do título dado ao texto 1, a afirmativa adequada é:

a) as figurinhas da Copa passaram a ocupar o lugar do celular e da carteira nos roubos urbanos;

b) as figurinhas da Copa se somaram ao celular e à carteira como alvo de desejo dos assaltantes;

c) o alerta dado no título se dirige aos jornaleiros que vendem as figurinhas da Copa; 

d) os ladrões passaram a roubar as figurinhas da Copa nas bancas de jornais;

e) as figurinhas da Copa se transformaram no alvo principal dos ladrões. 

A febre do troca-troca de figurinhas pode estar atingindo uma temperatura muito alta”.

02. Sobre os componentes dessa primeira frase do texto 1, a afirmativa adequada é:

a) a forma diminutiva “figurinhas” tem valor afetivo;

b) o vocábulo “febre” mostra que a atenção dada às figurinhas da Copa é vista pelo autor do texto como uma doença;

c) a linguagem figurada presente em “febre” tem continuidade no termo “temperatura muito alta”;

d) o termo “troca-troca” mostra a presença de elementos negativos no ato de colecionar as figurinhas da Copa;

e) a expressão “temperatura muito alta” indica o final de um processo doentio, ou seja, essa moda de colecionar figurinhas está próxima do fim.

03. No texto 1 aparecem três ocorrências da preposição DE.

1. “troca-troca de figurinhas”;

2. “roubo de figurinha”;

3. “mensagens de celular”.

Sobre o emprego dessa preposição nesses casos, é correto afirmar que:

a) os termos precedidos da preposição DE indicam pacientes dos vocábulos anteriores;

b) os termos precedidos da preposição DE indicam agentes dos termos anteriores;

c) os termos “de figurinha” e “de celular” são complementos dos termos anteriores;

d) os termos “de figurinhas” e “de celular” são adjuntos dos vocábulos precedentes;

e) os termos “de figurinhas” e “de figurinha” são complementos dos vocábulos precedentes.

“Preocupados que os mais afoitos pelos cromos possam até roubá-los, muitos jornaleiros estão levando seus estoques para casa quando termina o expediente”.

04. Nesse segundo período do texto 1, o termo destacado que tem seu valor semântico corretamente indicado é:

a) “para casa” indica finalidade;

b) “quando termina o expediente” indica local e tempo da ação; 

c) “preocupados” indica consequência das orações seguintes; 

d) “que os mais afoitos pelos cromos possam até roubá-los” indica a razão da preocupação dos colecionadores;

e) “muitos jornaleiros estão levando seus estoques para casa” indica o resultado da preocupação citada anteriormente.

 

05. Em relação ao segmento “Pode parecer piada...” do texto 1, o que justifica a possibilidade de “piada” é que:

a) haja a divulgação por mensagens de celular alertando para a existência de quadrilhas de roubos de figurinhas;

b) ocorra a necessidade de jornaleiros levarem para casa o estoque de figurinhas de suas bancas;

c) existam notícias falsas, como ocorrem com crimes mais sérios, sobre formação de quadrilhas de roubos de figurinhas;

d) aconteçam roubos que envolvam coisas de nenhum valor econômico, como as figurinhas da Copa;

e) sejam divulgados fatos que envolvam quadrilhas de roubos de figurinhas pela internet.

06. Os fatos abaixo – referidos no texto 1 – que se encontram em sequência cronológica são:

a) febre do troca-troca / possibilidade de roubo / transferência de estoques;

b) preocupação com os roubos / transferência de estoques / informações sobre quadrilhas organizadas;

c) informações sobre quadrilhas organizadas / preocupação com os roubos / transferência de estoques;

d) febre do troca-troca / transferência de estoques / preocupação com possíveis roubos;

e) preocupação com os roubos / boatos sobre formação de quadrilhas / transferência de estoques.

Texto 2 - A Copa do Mundo da Rússia só começa no dia 22 de junho, mas a febre dos álbuns com os jogadores das seleções já se espalhou e chegou até ao plenário de uma assembleia legislativa brasileira. O flagrante de dois assessores trocando figurinhas durante uma sessão foi divulgado pelas redes sociais e a cena se espalhou.

No post, que teve mais de 16 mil compartilhamentos e 26 mil curtidas no Twitter, o internauta chega a especular que seriam deputados, mas a direção da casa esclareceu tratarem-se de assessores. “Votação importante hoje (19/02) e os deputados ao invés de estarem trabalhando e fazendo jus ao salário superior a 25 mil reais, estão trocando e colando figurinha da Copa do Mundo em meio à votação. Se eu falasse, ninguém acreditaria”, diz o post.

Outro post com mais de 40 mil compartilhamentos traz um vídeo mostrando que a troca ocorreu enquanto uma deputada discursava sobre uma proposta.

A direção da casa legislativa confirmou que as imagens foram feitas durante a sessão da quarta feira e esclareceu que elas mostram dois “assessores de deputados” trocando figurinhas durante a sessão. “O comportamento não é justificável. Os gabinetes dos deputados aos quais os assessores pertencem, já foram informados, e cabe aos parlamentares decidir como proceder”. (adaptado)

07. Considerando as informações do texto 2, na divulgação das redes sociais há um conjunto de informações falsas; a informação verdadeira abaixo é:

a) deputados trocam figurinhas numa assembleia legislativa;

b) salário de deputados é de mais de 25 mil reais;

c) troca de figurinhas ocorre durante votação;

d) assessores de deputados serão exonerados;

e) os assessores trocavam figurinhas para os deputados.

08. O segmento do texto 2 em que há um erro gramatical na forma verbal sublinhada é:

a) “No post, que teve mais de 16 mil compartilhamentos e 26 mil curtidas no Twitter, o internauta chega a especular que seriam deputados,...”;

b) “...mas a direção da casa esclareceu tratarem-se de assessores”;

c) “Votação importante hoje (19/02) e os deputados ao invés de estarem trabalhando e fazendo jus ao salário superior a 25 mil reais...”;

d) “...estão trocando e colando figurinha da Copa do Mundo em meio à votação”; 

e) “Se eu falasse, ninguém acreditaria”, diz o post.

09. “A Copa do Mundo da Rússia só começa no dia 22 de junho, mas a febre dos álbuns com os jogadores das seleções já se espalhou e chegou até ao plenário de uma assembleia legislativa brasileira”.

Nesse segmento inicial do texto 2 há a utilização de uma conjunção adversativa (MAS), que opõe as seguintes ideias:

a) apesar de a Copa ser na Rússia, ela já começou em outros países da Europa;

b) apesar de ser um assunto popular, as figurinhas estão em várias assembleias legislativas;

c) apesar de ser uma competição mundial, o tema passou a ser uma febre no país sede da Copa;

d) apesar de não ser um assunto “sério”, a Copa do Mundo é tema discutido em várias assembleias legislativas;

e) apesar de a Copa só começar futuramente, ela já começou em uma assembleia legislativa brasileira.

10. “O flagrante de dois assessores trocando figurinhas durante uma sessão foi divulgado pelas redes sociais e a cena se espalhou”.

O segmento “foi divulgado pelas redes sociais” do texto 2 é exemplo de voz passiva; se a mesma frase fosse colocada na voz ativa, a forma verbal adequada seria: 

a) divulgaram;

b) divulgaram-se;

c) divulgou-se;

d) divulgam-se;

e) divulga-se.

11. “Se eu falasse, ninguém acreditaria”.

O emprego de tempos verbais nesse segmento do texto 2 está correto, segundo a norma culta; a frase abaixo em que se mantém a correção gramatical é:

a) Se eu falasse, ninguém acreditava;

b) Se eu falo, ninguém acreditaria;

c) Caso eu falasse, ninguém acreditava;

d) Caso eu fale, ninguém acredita;

e) Se eu falava, ninguém acreditaria. 

12. “A direção da casa legislativa confirmou que as imagens foram feitas durante a sessão de quarta feira e esclareceu que elas mostram dois ‘assessores de deputados’ trocando figurinhas durante a sessão. ‘O comportamento não é justificável. Os gabinetes dos deputados aos quais os assessores pertencem, já foram informados, e cabe aos parlamentares decidir como proceder’”.

Nesse segmento do texto 2, o componente sublinhado que NÃO se refere ou repete nenhum termo anterior é:

a) que;

b) elas;

c) sessão;

d) comportamento;

e) deputados.

 

13. “A direção da casa legislativa confirmou que as imagens foram feitas durante a sessão de quarta feira e esclareceu que elas mostram dois ‘assessores de deputados’ trocando figurinhas durante a sessão. ‘O comportamento não é justificável. Os gabinetes dos deputados aos quais os assessores pertencem, já foram informados, e cabe aos parlamentares decidir como proceder’.”

O segmento sublinhado do texto 2 reproduz palavras:

a) do jornalista autor do texto;

b) do autor do post;

c) dos deputados a que pertencem os assessores;

d) de alguém não identificado;

e) da assembleia legislativa.

14. “A Copa do Mundo da Rússia começa no dia 22 de junho, mas a febre dos álbuns com os jogadores das seleções já se espalhou e chegou até ao plenário de uma assembleia legislativa brasileira”.

O termo sublinhado acima que tem seu valor semântico corretamente indicado é: 

a) só / inclusão;

b) de / posse;

c) mas / adição;

d) com / companhia; 

e) até / lugar. 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

15. O humor da tira é conseguido através de uma quebra de expectativa, que é:

a) o fato de um adulto colecionar figurinhas;

b) as figurinhas serem de temas sociais e não esportivos; 

c) a falta de muitas figurinhas no álbum;

d) a reclamação ser apresentada pelo pai e não pelo filho;

e) uma criança ajudar a um adulto e não o contrário.