01. Elas _______ , por serem vendedoras de automóveis, orientaram os amigos na troca do carro ________, eles pouco _______ importância a isso.
Assinale a alternativa que preenche as lacunas do enunciado na ordem em que se apresentam, conforme a norma-padrão da língua portuguesa.

a) mesmos … pois … deram

b) mesmas … porque … deu

c) mesmo … mas … deram

d) mesmas … porém … deram

e) mesmo … portanto … deu

 

02. Assinale a alternativa em que a regência das palavras e a colocação dos pronomes estão de acordo com a norma-padrão da língua portuguesa.

a) O jovem nunca referia-se de viagens de ônibus.

b) Ele não se incomodava quando ficava alheio a tudo.

c) Me pediram para ser agradável de todos os clientes.

d) Jamais convidaram-nos em ir a festas tão boas.

e) Quando pediram-nos segredo, fomos fiéis nos amigos.

 

03. A pontuação das frases está de acordo com a norma-padrão da língua portuguesa em:

a) Sousa, o dono do automóvel, oferecia carona aos amigos.

b) Os amigos de Sousa, aceitavam carona, diariamente.

c) O carro, era velho e quebrava, com certa frequência.

d) Sousa pensou, em comprar, um carro novo.

e) O motor, daquele veículo, precisava de reparos.

 

04.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

No texto do último quadrinho, “Agora eu entendo!”, a palavra destacada estabelece circunstância de

a) afirmação.

b) dúvida.

c) tempo.

d) lugar.

e) modo.

 

05. De acordo com a leitura dos quadrinhos, é correto afirmar que

a) não havia problemas com o carro de Sousa

b) os amigos de Sousa empurravam o carro alegremente.

c) as caronas dadas por Sousa eram agradáveis do início ao fim.

d) a carona oferecida acabava dando trabalho aos passageiros.

e) o carro de Sousa não costumava apresentar falhas.

 

06. Assinale a alternativa em que o emprego da crase está de acordo com a norma-padrão da língua portuguesa.

a) Clóvis referiu-se à poltrona da frente.

b) A mulher telefonou à ele ontem mesmo.

c) O rapaz começou à falar com o passageiro.

d) De outubro à dezembro, eles irão viajar.

e) Ele viu à moça que o recepcionou no hotel.

 

07. Na frase “... o rapaz queria mesmo saber se afastar a poltrona para trás iria incomodá-lo”, a palavra destacada estabelece relação de sentido de

a) direção.

b) modo.

c) companhia.

d) finalidade.

e) posse.

 

08. Assinale a alternativa em que há palavra ou expressão empregada no sentido figurado

a) ... escutou o passageiro da frente lhe perguntar...

b) ... o rapaz queria mesmo saber...

c) ... deixando-se desmoronar como um prédio...

d) Clóvis reconheceu que havia vivido uma experiência...

e) E o jovem só reclinou a poltrona um pouquinho.

 

09. A frase em que o verbo destacado está flexionado no tempo presente é:

a) ... ‘escutou’ o passageiro da frente lhe perguntar...

b) – Você se ‘incomodaria’ se eu recuasse o encosto...

c) ... o rapaz ‘queria’ mesmo saber...

d) Ele é daquelas pessoas que se ‘encantam’ mais...

e) ... o que sua mãe ‘chamaria’ de “bons modos” ...

 

10. Assinale a alternativa em que a palavra destacada dá uma qualidade à anterior.

a) Clóvis, numa viagem de ônibus...

b) Aquele passageiro japonês tinha ensinado...

c) ... sua mãe chamaria de “bons modos” ...

d) Daquele dia em diante...

e) ... nunca mais reclinou o encosto do seu assento...

 

11. No trecho do 4º parágrafo “... recuando encostos com a rudeza de quem percebe o mundo como princípio e fim...”, – a palavra destacada tem sentido contrário de

a) aspereza.

b) grosseria.

c) delicadeza.

d) brutalidade.

e) insensibilidade.

 

12. Na frase do 3º parágrafo “O sotaque carregado do jovem japonês deixou Clóvis admirado.”, a palavra destacada pode ser substituída, sem alteração de sentido, por:

a) discreto.

b) moderado.

c) imperceptível.

d) suave.

e) acentuado.

 

O poder da gentileza

 

     Clóvis, numa viagem de ônibus, escutou o passageiro da frente lhe perguntar:

     − Você se incomodaria se eu recuasse o encosto da minha poltrona?

     O sotaque carregado do jovem japonês deixou Clóvis admirado. Não havia dúvida: o rapaz queria mesmo saber se afastar a poltrona iria incomodá-lo. Em poucos segundos, Clóvis reconheceu que havia vivido uma experiência de grande valor. Ele é daqueles que se encantam mais por pessoas e suas atitudes do que por outras atrações do mundo. Ali, no interior daquele ônibus, alguém tinha considerado, na hora de agir, os afetos de outra pessoa.

     E o jovem só reclinou a poltrona um pouquinho. Clóvis pensou nas tantas longas viagens que fez, deixando-se desmoronar como um prédio nos assentos marcados e recuando encostos com a rudeza de quem percebe o mundo como princípio e fim, apenas pensando em si mesmo, no próprio prazer e conforto.

     Aquele passageiro japonês tinha ensinado algo precioso a Clóvis, o que sua mãe chamaria de “bons modos”. Um jeito melhor de se comportar, de agir, de conviver.

     Daquele dia em diante, Clóvis nunca mais reclinou o encosto do seu assento sem consultar o passageiro de trás.

(Clóvis de Barros. Shinsetsu: o poder da gentileza. São Paulo: Planeta do Brasil, 2018. Adaptado)

 

13. Conforme o texto do último parágrafo, é correto afirmar que Clóvis

a) passou a reclinar mais o encosto da poltrona nas viagens de ônibus.

b) evitou viagens de ônibus tão longas e cansativas porque passava mal.

c) manteve seus modos anteriores ao episódio vivido com o jovem japonês.

d) dispôs-se a reclinar os encostos dos assentos, mas só um pouquinho.

e) melhorou sua maneira de agir após o comportamento do jovem japonês.

 

14. Segundo o texto, pode-se afirmar que Clóvis

a) reviu seus comportamentos após a pergunta do jovem japonês.

b) pensou em manter seus modos, pois ninguém havia reclamado.

c) considerou que o rapaz teve um comportamento meio infantil.

d) entendeu que não é necessário ser tão detalhista no dia a dia.

e) reconheceu que ser rude é um comportamento inevitável.

 

15. De acordo com a leitura do 3º parágrafo, é correto afirmar que Clóvis, em relação à pergunta feita pelo jovem japonês, ficou

a) irritado.

b) surpreso.

c) ansioso.

d) preocupado.

e) chateado.

 

16. As vírgulas estão corretamente empregadas, conforme a norma-padrão da língua, em:

a) Nos últimos anos, imigrantes mexicanos e seus filhos resgataram, cidades menores com população em declínio nos Estados Unidos.

b) Cerca de metade das 6 mil pessoas de uma cidade perto, da Filadélfia, são de ascendência hispânica, e é provável que a cidade teria se extinguido sem elas.

c) Nos últimos dez anos o número de imigrantes mexicanos nos EUA diminuiu, em mais de um milhão, alguns foram deportados e outros foram embora por escolha própria.

d) Estamos deixando de ser, uma sociedade, na qual todos cuidavam uns dos outros, para nos tornarmos uma sociedade, que se importa apenas em reformar a cozinha.

e) Flen é uma cidade de aproximadamente 7 mil habitantes, a duas horas de Estocolmo, e alguns dos moradores locais estão descontentes com a direção que o país está seguindo.

 

17. Considere as frases:
• países desenvolvidos que enfrentam o problema do envelhecimento populacional. (4º parágrafo)
• ... minimizando choques culturais e distribuindo as famílias por regiões e cidades em que podem ser mais úteis. (6º parágrafo)
A substituição das expressões em destaque por pronomes está de acordo com a norma-padrão de emprego e colocação em:

a) enfrentam-no; distribuindo-lhes.

b) o enfrentam; lhes distribuindo.

c) o enfrentam; distribuindo-as.

d) enfrentam-no; lhes distribuindo.

e) lhe enfrentam; distribuindo-as.

 

18.

Pelo fim das fronteiras

 

     Imigração é um fenômeno estranho. Do ponto de vista puramente racional, ela é a solução para vários problemas globais. Mas, como o mundo é um lugar menos racional do que deveria, pessoas que buscam refúgio em outros países costumam ser recebidas com desconfiança quando não com violência, o que diminui o valor da imigração como remédio multiuso.

     No plano econômico, a plena mobilidade da mão de obra seria muito bem-vinda. Segundo algumas estimativas, ela faria o PIB mundial aumentar em até 50%. Mesmo que esses cálculos estejam inflados, só uma fração de 10% já significaria um incremento da ordem de US$ 10 trilhões (uns cinco Brasis).

     Uma das principais razões para o mundo ser mais pobre do que poderia é que enormes contingentes de humanos vivem sob sistemas que os impedem de ser produtivos. Um estudo de 2016 de Clemens, Montenegro e Pritchett estimou que só tirar um trabalhador macho sem qualificação de seu país pobre de origem e transportá-lo para os EUA elevaria sua renda anual em US$ 14 mil.

     A imigração se torna ainda mais tentadora quando se considera que é a resposta perfeita para países desenvolvidos que enfrentam o problema do envelhecimento populacional.

     Não obstante tantas virtudes, imigrantes podem ser maltratados e até perseguidos quando cruzam a fronteira, especialmente se vêm em grandes números. Isso está acontecendo até no Brasil, que não tinha histórico de xenofobia. Desconfio de que estão em operação aqui vieses da Idade da Pedra, tempo em que membros de outras tribos eram muito mais uma ameaça do que uma solução.

     De todo modo, caberia às autoridades incentivar a imigração, tomando cuidado para evitar que a chegada dos estrangeiros dê pretexto para cenas de barbárie. Isso exigiria recebê-los com inteligência, minimizando choques culturais e distribuindo as famílias por regiões e cidades em que podem ser mais úteis. É tudo o que não estamos fazendo.

 

(Hélio Schwartsman. Disponível em: https://www1.folha.uol.com.br/colunas/.28.08.2018. Adaptado)

 

No trecho do quarto parágrafo – ... é a resposta perfeita para países desenvolvidos que enfrentam o problema do envelhecimento populacional. –, a substituição da expressão em destaque resulta em regência e emprego de pronome adequados em:

a) dos quais precisam resolver.

b) cujos se dispõem em enfrentar.

c) de que não conseguem solucionar.

d) aos quais procuram por resolver

e) nos quais há empenho em enfrentar.

 

19. O termo destacado na frase – Isso está acontecendo até no Brasil... – refere-se à seguinte informação do texto:

a) o problema de envelhecimento populacional no país.

b) a desqualificação da mão de obra dos imigrantes.

c) o aumento exponencial da imigração em solo brasileiro.

d) os episódios de violência contra imigrantes.

e) a oportunidade de moradia e emprego aos refugiados.

 

20. De acordo com o texto, a imigração:

a) pode causar problemas sociais, em consequência do aumento de gastos com serviços públicos para a nova população.

b) é relevante para responder às necessidades decorrentes do aumento da população idosa em países desenvolvidos.

c) colabora para o crescimento do país, já que o custo de mão de obra é mais baixo e inferior ao que os imigrantes receberiam em seus países de origem.

d) contribui para a construção de uma sociedade homogênea e justa, a partir da minimização de choques culturais.

e) impede o bom funcionamento do mercado, apesar de aumentar o PIB mundial e gerar ganhos em termos de produtividade.

 

21. A conclusão do autor, no último parágrafo do texto, é a de que

a) o acolhimento e a interiorização dos imigrantes nas cidades contribuem para o desenvolvimento econômico do país.

b) a ampliação de políticas de proteção social é imprescindível para que o cidadão não necessite sair de seu país de origem em busca de trabalho.

c) a regulamentação e as restrições à garantia dos direitos da migração são medidas que dificultam a entrada de estrangeiros no Brasil.

d) o Brasil reconhece a contribuição dos estrangeiros e promove políticas para a regularização da condição desses imigrantes no país.

e) os imigrantes ocupam os postos de trabalho dos cidadãos brasileiros e contribuem para o enfraquecimento da economia.

 

22. Assinale a alternativa que preenche, respectivamente, as lacunas do texto a seguir, conforme a norma-padrão da língua portuguesa. ____________ sete anos, a Sociedade de Engenheiros Automotivos solicitou que recursos, como bipes sonoros e luzes de advertência, ____________ os motoristas de que os carros ainda estavam funcionando e que, em alguns casos, os motores fossem desligados automaticamente. Os fabricantes do setor se opuseram ____________ proposta, e a agência deixou o plano de lado.

a) A … alertasse … à

b) À … alertasse … a

c) Há … alertassem … à

d) A … alertassem … à

e) Há … alertasse … a

 

23. A forma verbal destacada na frase “Caso as evoluções propostas há mais de 20 anos, época em que o atual Código de Trânsito Brasileiro entrou em vigor, tivessem se tornado realidade...” expressa a ideia de possibilidade de que algo possa se realizar, assim como a destacada em:

a) … cercear o direito de ir e vir de quem não pode adquirir um automóvel atual.

b) O problema ocorre quando os mundos se cruzam…

c) … a quantidade de vítimas seria certamente menor.

d) Mas as propostas de renovação não seguem adiante, sempre preteridas

e) A legislação que virá e a retomada nas vendas precisam gerar também um ciclo de renovação…

24. Assinale a alternativa que substitui os trechos destacados na passagem – Muitos donos teriam interesse em se livrar desses veículos se lhes fossem oferecidos benefícios para adquirir um modelo mais novo, mesmo que seja um usado em melhores condições. – com correção e expressando adequadamente o sentido deles.

a) desde que ... contanto que seja

b) caso ... ainda que seja

c) assim que ... desde que seja

d) embora ... apesar de ser

e) exceto se ... de modo que seja

 

25. Considere as frases do texto:
‘Falar em renovação da frota é como cercear o direito de ir e vir...’

‘A gritaria também é geral quando se fala em restringir a circulação de veículos...’
Os termos destacados nas frases significam, correta e respectivamente:

a) diminuir; obstruir.

b) depreciar; determinar.

c) desfazer; identificar.

d) impedir; limitar.

e) desprezar; projetar.

 

26. O termo destacado no título “Carros precisam de renovação para oferecer mais segurança aos ocupantes.” expressa

a) a finalidade da renovação de carros.

b) o modo como os carros devem ser renovados.

c) o meio utilizado para a renovação de carros.

d) o tempo em que os carros devem ser renovados.

e) o lugar em que os carros serão renovados.

 

27. Assinale a alternativa em que a redação, escrita a partir do texto, atende à norma-padrão de concordância.

a) Para reduzir os números de mortes causado por acidentes automobilísticos, devem-se renovar as frotas de veículos.

b) Há muitos veículos, no Brasil, com milhões de quilômetros rodados e que não passam por revisões e manutenções periódicas.

c) É necessário a manutenção dos veículos para reduzir o número de acidentes com vítimas, bem como a substituição de veículos com alta quilometragem.

d) Os incentivos governamentais são imprescindíveis aos condutores de veículos para que consiga substituir seus carros velhos por carros novos ou seminovo.

e) Ocorrerá mudanças profundas com as novas exigências de segurança e redução de emissões de poluentes de acordo com o programa Rota 2030.

 

28. Os termos destacados nas frases – Mas as propostas de renovação não seguem adiante, sempre preteridas nos incentivos governamentais... / A legislação que virá e a retomada nas vendas precisam gerar também um ciclo de renovação mais amplo que a simples troca de um carro seminovo por um zero-quilômetro. – expressam circunstâncias, respectivamente, de

a) tempo, inclusão e intensidade.

b) afirmação, intensidade e modo.

c) tempo, afirmação e intensidade.

d) certeza, inclusão e afirmação.

e) certeza, inclusão e modo.

 

29. Querido Martins, a portadora é Tereza Batista, _________ com amizade. _____ de arruaceira, atrevida e obstinada, de não respeitar autoridade e de se meter________ não é chamada. Mas tendo com ela convivido longo tempo, praticamente juntos dia e noite de março ________ novembro neste ano de 72, sei de suas boas qualidades.
(Trecho de carta de Jorge Amado, que consta na orelha da capa de seu romance Tereza Batista cansada de guerra.)
As lacunas do texto devem ser preenchidas, correta e respectivamente, com:

a) receba-a... Acusam-na ... onde ... a

b) receba-lhe ... Acusam ela de ... onde ... à

c) receba-a ... Acusam-na ... aonde ... à

d) a receba ... Acusam-lhe ... aonde ... a

e) receba ela ... Lhe acusam ... onde ... à

 

30. Considerando a norma-padrão da Língua Portuguesa, assinale a alternativa que preenche, correta e respectivamente, as lacunas do trecho a seguir.

Se o ser humano entendesse que cuidar do ambiente garante a própria sobrevivência, teria outro comportamento.

___________ as mudanças climáticas não ________ .

a) Portanto … lhe assusta.

b) Então … lhe assustam.

c) Embora … o assusta.

d) Porém … lhe assusta.

e) Entretanto … o assustam.

 

31. Assinale a alternativa em que a colocação dos pronomes obedece à norma-padrão da Língua Portuguesa.

a) Quem informou-nos sobre esse restaurante vegano foi meu irmão.

b) Sempre nos alertaram para os riscos de um consumo exagerado de carne.

c) Já convidaram-nos para uma palestra sobre sustentabilidade e consumismo.

d) Nunca custou-nos tanto a falta de consciência em relação à natureza.

e) Mesmo que convidem-nos para o almoço, não poderemos ir.

 

32. A regência das palavras está de acordo com a norma-padrão da Língua Portuguesa em:

a) Muitos seres humanos estão descontentes da maneira como os animais são tratados para servir de alimento às pessoas.

b) Esses são de fato os ideais aos quais acreditamos que poderão salvar a humanidade de um colapso ambiental.

c) Não estamos habituados de nos comportar com mais respeito à natureza e aos animais.

d) Muitas são as mudanças de que o ser humano necessita para poder continuar sobrevivendo neste planeta.

e) Aquelas são ideias nas quais duvidamos que possam ajudar a diminuir os impactos ambientais.

 

33.

 

 

 

 

No 1° quadrinho, na fala da menina “...estou com um doente em casa”, o trecho destacado estabelece sentido de

a) finalidade.

b) ausência.

c) companhia.

d) assunto.

e) modo.

 

34. Conforme a leitura da tirinha, é correto afirmar que:

a) o menino demonstra preocupação pelo que está acontecendo.

b) a menina prefere que o amigo volte mais tarde para não incomodar o doente.

c) a menina tem pouco respeito pelo doente que está em sua casa.

d) a menina conta quem é o doente antes de mostrá-lo ao amigo.

e) uma pessoa da família da menina encontra-se adoentada.

 

35.

“Têm, talvez, certa graça melancólica (um minuto)

e com isto se fazem perdoar a agitação incômoda e o

[translúcido vazio interior

que os torna tão pobres e carecidos de emitir sons

[absurdos e agônicos...”

 

As palavras destacadas estabelecem, respectivamente, sentido de

a) inclusão e tempo.

b) exclusão e ordem.

c) dúvida e intensidade.

d) lugar e negação.

e) modo e afirmação.

 

36. Assinale a alternativa em que há palavra ou expressão empregada com sentido figurado.

a) ... sempre esquecidos de alguma coisa.

b) ... e correm e correm de um para o outro lado...

c) ... que impossibilidade de se organizarem...

d) Certamente falta-lhes não sei que atributo essencial...

e) ... sons que se despedaçam e tombam no campo...

 

37. No trecho “... impossibilidade de se organizarem em formas calmas, permanentes e necessárias”, as palavras destacadas têm, respectivamente, sentido contrário de

a) tranquilas e urgentes.

b) provisórias e supérfluas.

c) equilibradas e especiais.

d) contínuas e persistentes.

e) definitivas e imutáveis.

 

38.

Um boi vê os homens

 

Tão delicados (mais que um arbusto) e correm

e correm de um para o outro lado, sempre esquecidos de [alguma coisa.

Certamente falta-lhes não sei que atributo essencial,

posto se apresentem nobres e graves, por vezes.

Ah, espantosamente graves, até sinistros.

Coitados, dir-se-ia que não escutam nem o canto do ar

nem os segredos do feno,

como também parecem não enxergar

o que é visível e comum a cada um de nós, no espaço.

E ficam tristes e no rasto da tristeza chegam à crueldade.

Toda a expressão deles mora nos olhos –

e perde-se a um simples baixar de cílios, a uma sombra.

Nada nos pelos, nos extremos de inconcebível fragilidade,

e como neles há pouca montanha,

e que secura e que reentrâncias e que impossibilidade

de se organizarem em formas calmas, permanentes e [necessárias.

Têm, talvez, certa graça melancólica (um minuto)

e com isto se fazem perdoar a agitação incômoda e o [translúcido vazio interior

que os torna tão pobres e carecidos de emitir sons absurdos [e agônicos:

desejo, amor, ciúme (que sabemos nós),

sons que se despedaçam e tombam no campo

como pedras aflitas e queimam a erva e a água,

e difícil, depois disto,

é ruminarmos nossa verdade.

(Carlos Drummond de Andrade. Reunião: 10 livros de poesia. Ed. José Olympio. São Paulo, 1977)

Conforme a leitura do poema, em relação à natureza, o homem é visto pelo eu-lírico (um boi) como um ser

a) interativo.

b) entusiasmado.

c) cuidadoso.

d) insensível.

e) integrado.

 

39. A leitura do poema permite afirmar que a visão do eu-lírico (um boi) revela

a) piedade pelo modo de viver dos seres humanos.

b) a impressão de que os homens são felizes e sabem viver com equilíbrio.

c) desrespeito pela maneira como os homens lidam com o amor.

d) ódio em relação ao comportamento dos homens com os bois.

e) desprezo pela agressividade dos humanos.

 

40. Assinale a alternativa em que o acento indicativo de crase está empregado conforme a norma-padrão da Língua Portuguesa.

a) Ele come carne de 2ª à domingo, o que prejudicará sua saúde.

b) O texto refere-se à um comportamento frequente no Brasil.

c) O plantio de vários produtos agrícolas destina-se à bois e outros animais.

d) Às vezes ele come carne, mas tem procurado diversificar a alimentação.

e) São muitas às pessoas que gostam de saborear vegetais e legumes.

 

41. A pontuação está de acordo com a norma-padrão da Língua Portuguesa em:

a) O churrasco para muitos brasileiros, é um hábito difícil de ser, modificado.

b) A produção agrícola, destina-se, em boa parte, a alimentar os bovinos.

c) Os vegetarianos, pessoas que não comem carne, têm outro estilo de vida.

d) A sustentabilidade, é um assunto de extrema importância, para todos nós.

e) A sobrevivência, do planeta, depende da, consciência do ser humano.

 

42. No trecho “Isso significa que todos devem pensar em consumir apenas produtos de origem vegetal?”, os verbos destacados estão no tempo presente. Passando-os para o tempo futuro, tem-se corretamente:

a) Isso significava que todos deveriam pensar em consumir apenas produtos de origem vegetal?

b) Isso significou que todos deverão pensar em consumir apenas produtos de origem vegetal?

c) Isso significaria que todos deviam pensar em consumir apenas produtos de origem vegetal?

d) Isso significara que todos devessem pensar em consumir apenas produtos de origem vegetal?

e) Isso significará que todos deverão pensar em consumir apenas produtos de origem vegetal?

43.

“... inibir a expansão de áreas cultivadas...”

“... exercem uma pressão substancial sobre os recursos naturais...”

 

As palavras destacadas podem ser substituídas, respectivamente e sem alteração de sentido, por:

a) exploração; frequente.

b) ampliação; essencial.

c) evolução; insignificante.

d) diminuição; irrelevante.

e) destruição; rigorosa.

 

44. Encontra-se em conformidade com a norma-padrão da língua, quanto ao emprego e à colocação dos pronomes, a seguinte frase:

a) Os grandes furos nasciam de conversas, e os informantes eram quem os providenciava.

b) Jornalistas sérios conheciam os gravadores de fita cassete, mas desprezavam-o.

c) Além de medir bem a palavra gravada, o profissional adequadamente calcula-a.

d) A privacidade começou a decair e não lhe protegem por causa dos interesses escusos.

e) As pessoas com seus pecados, muitos ou poucos, os levam para a internet, os tornando públicos.

 

45. Quanto ao emprego do acento indicativo de crase, assinale a alternativa que apresenta frase em conformidade com a norma-padrão da língua portuguesa.

a) Crianças não estão acostumadas à ver os fatos científicos que estão no cotidiano delas.

b) Experiências científicas, infelizmente, estão limitadas às escolas que podem pagar por elas.

c) Graças à um interesse maior pela ciência, tem sido possível incentivar experimentos na escola.

d) Tem crescido o número de pais e filhos que visitam às feiras de ciências nas grandes cidades.

e) De diretores de escola à professores, todos precisam se envolver nas atividades escolares.

 

46. Assinale a alternativa que completa corretamente a frase a seguir, segundo a norma-padrão da língua portuguesa e as ideias presentes no texto.
No último quadro, __________ a garota __________ do que Calvin propunha, ela __________, irritada.

a) embora … tenha se convencido … saiu

b) apesar de … repudiar … partiu

c) ainda que … se contrariou … ficara

d) como … se certificou … teria dado as costas

e) já que … não gostou … foi embora

 

47. Considere a seguinte passagem do texto:
“A primeira rede social via internet nos moldes atuais, a Classmates, surgiu em 1995, nos Estados Unidos e Canadá. Era voltada para a troca de informações entre estudantes universitários. Desde então, as redes se multiplicaram e acabaram por se transformar nos principais polos de disseminação de informação do planeta.” (5o parágrafo)
Nesse trecho, o vocábulo que expressa sentido de meio é:

a) para

b) por

c) via

d) do

e) entre

 

48. Na passagem – (I) A maioria da população brasileira não quer se armar. (II) Uma minoria vocal nos faz pensar o contrário. –, a conjunção que expressa adequadamente a relação de sentido entre os trechos (I) e (II) é:

a) ou

b) se

c) logo

d) pois

e) entretanto

 

49. A frase – Hoje descobri que ele é muito mais forte que eu… – está reescrita no grau comparativo de igualdade em:

a) Hoje descobri que ele é menos forte que eu…

b) Hoje descobri que ele é fortíssimo…

c) Hoje descobri que ele é tão forte quanto eu…

d) Hoje descobri que ele é pouco mais forte do que eu…

e) Hoje descobri que ele é o mais forte de nós…

 

50. Assinale a alternativa que substitui o trecho destacado em conformidade com a norma-padrão de regência e crase.

a) o marido, fascinado, viu toda a cena – assistiu à cena toda.

b) já transpusera o gramado, atingia a piscina – chegava perto à piscina.

c) a carinha de uma criança, olhos grandes e atentos, espiando o jardim – espreitando à todo o jardim.

d) Pena que a favela […] comprometesse tanto a paisagem – afetasse tanto à qualquer paisagem.

e) e agora colhia água com a lata – enchia à lata com água.